ESCRITA DE TERROR II

Sabemos que o terror provoca emoções fortes, mas quais os segredos por trás deste género que utiliza o medo para se manifestar? Sendo o medo uma emoção primária, comum a todos nós, não será o terror também uma expressão natural e primordial da experiência humana, nas mais variadas formas artísticas? São estas as perguntas a que a Fábrica do Terror quer dar respostas com esta oficina, focando-se na linguagem da escrita deste género.

DESCRIÇÃO

O segundo nível da oficina de Escrita de Terror, ministrado pelo escritor Pedro Lucas Martins, tem como objetivo aprofundar as técnicas da escrita de terror e as suas utilizações práticas.

Nesta oficina de quinze horas (online, realizada através do Zoom), abordam-se, entre vários tópicos, a descrição aplicada a personagens e locais, a criação de diálogos e problemas frequentes de escrita e reescrita. Há também, tal como no primeiro nível, uma constante referência a autores e obras de significância literária, ilustrando a teoria com exemplos práticos.

Para quem já se sente à vontade com o terror ou para quem aprender a melhor conviver com ele, através da escrita e da exploração do infinito potencial da imaginação.

PROGRAMA

Datas:
29 de janeiro
5, 12, 19 e 26 de fevereiro
5 de março
6 sessões de 2 h 30 min)

Horário:
14 h 00 – 16 h 30
UTC + 1 (Lisboa)

Total:
15 h

INSCRIÇÕES

Preço:
220 €

Número máximo de participantes:
12

Inscrições:
inscreverfdt@gmail.com

CONTEÚDOS

  • Títulos;
  • Incorporação da descrição em diferentes contextos;
  • Criação de diálogos;
  • Erros frequentes na escrita e reescrita;
  • Finalização;
  • Fusão com outros géneros;
  • Múltiplos formatos e referências literárias;
  • Criatividade e produtividade.

REQUISITOS

  • Conclusão do primeiro nível da oficina de Escrita de Terror;
  • Maiores de 18 anos;
  • Computador ou tablet onde seja possível abrir o ficheiro do conto;
  • Ligação à Internet;
  • Microfone e câmara funcionais (fator obrigatório).